PARIS e sua Torre Eiffel

Os primeiros sintomas de Paris vieram ainda no avião á muitas léguas do chão. Eu estava ansiosa, afinal era minha primeira viagem internacional. Quem imaginaria que um dia eu realmente sairia do meu país?! E meu primeiro destino era logo o qual eu sempre imaginei e sonhei: Paris, mon amour

Sentada a muitas horas quase que na empenagem do avião estava eu, com os nervos em frangalhos pois chegava no Japão e nada despontar a Europa no mapa á minha frente. Já havia visto o sol morrer e nascer. Já tinha imaginado umas cinquenta vezes como seria e como deveria ser. Eu sempre quis ir á Paris. Ai meu Deus… eu estava á caminho de Paris!

conforme o contador de tempo de vôo ia chegando a zero o coração chegava a mil. Com a cara ainda amassada na janela do avião foi quando experimentei pela primeira vez um teco da cidade luz, do amor e de tantos outros adjetivos e rótulos.

O avião passou baixo pela Torre Eiffel a caminho do Aeroporto Charles de Gaule. Ai, meu Deus a Torre Eiffel. Eu a vi de cima, toda enorme e linda com suas milhares de ‘formiguinhas’ humanas transitando de um lado a outro. Lindo! Fabuloso! Divinamente maravilhoso!

img_0409

Me arrependo por não estar com a câmera na mão neste momento porque eu nunca esqueci aquela cena ou o que eu senti e foi nessa hora que eu percebi que já estava infectada pela Paristite

image

Jardin des Tuileries

A primeira vez que a vi, em terra,  foi assim. A caminho do Louvre e sob um frio de 14 graus onde a sensação términa era mesmo de uns 5, 6 graus e olhe lá. Cheia de blusa no Jardin des Tuileries.

Jardin des Tuileries é um bonito parque que finda na entrada no Museu do L0uvre. Criado por ninguém menos que Catarina de Médici, uma nobre italiana que se tornou rainha consorte da França, em 1564 para adornar o Palácio de Tuileries. Foi aberto ao público 1667, porém só se tornou um parque público após a revolução francesa. Atualmente, serve como ponto de encontro, de descanso e de celebração dos franceses.

Lembro muito bem que a primeira vista a achei pequena e gordinha. Atarraca, melhor dizendo mas calma! Essa é uma daquelas situações onde a primeira impressão não é a que fica.

A Torre Eiffel é uma treliça de ferro com meros 324 metros de altura que ostenta o título de edifício mais alto de Paris além de ser o monumento pago mais visitado do mundo.

Um fato interessante?! Durante o verão o ferro em sua composição dilata fazendo com que a torre expanda cerca de 15 centímetros.

image

Cartão postal, foi a estrutura mais alta do mundo desde a sua construção (em 1889) até 1930 quando perdeu o posto para o Chrysler Building, em Nova York.

Monstruosa, nada de atarracada. Essa é a verdade! 

A visitação é separada em 3 níveis: o primeiro que permite uma vista que contempla toda a cidade e algumas lojinhas. O segundo conta conta com um restaurante e o terceiro, lá na pontinha, só tem acesso via elevador e permite uma panorâmica de tirar o fôlego de Paris. É muito alta!

A visitação funciona de domingo a domingo e enche. Como enche esse lugar! As filas são quilométricas, porém o tempo de espera não é tão grande assim. Acredito que tenha sido a empolgação por estar finalmente por lá! 

polaroid-torre-eiffel

O horário de funcionamento é das 9 da manhã até a meia noite. O que nos deixa em uma situação extremamente difícil sobre qual período subir.

Subimos pela manhã e não me arrependo. Foi espetacular!

Quanto aos ingressos não se preocupe! Você pode comprar na própria bilheteria para o horário mais próximo. Não requer compra antecipada de meses, porém caso queira garantir é possível efetuar a compra online através do site da atração.

Bom, vamos falar um pouco sobre valores?! Nada absurdo. É um passeio que ‘se paga’, entende?! Fora que é uma marco do mundo no melhor estilo tem-que-ir! 

Existem tarifações diferenciadas dependendo de como você quer subir ( escada ou elevador) e até que ponto você deseja ir.

tarifação-torre-eiffel

Vale adicionar que crianças menores de 4 anos estão isentas de pagamento assim como portadores de necessidades especiais possuem desconto na entrada.

Ingressos em mãos?! Agora é só se apresentar no portão ( tem fila!) na hora indicada no ticket.

No nível do solo, junto com as bilheterias existem também algumas lojinhas de snacks. Como fomos bem cedo para não pegar muita fila acabamos tomando café da manhã por lá. O croissant de chocolate é muito bom e dá um pique a mais para subir ( ou descer) as escadarias e evitar pegar mais filas nas entradas dos elevadores.

A subida em si é assunto para um segundo post, porém devo acrescentar uma última informação. A torre engana! E como engana…

As vezes você crê que está do lado dela quando na verdade está a quilômetros. Foi por isso que tive aquela sensação inicial de que ela era atarracada.

jardindestuilures-torre-eiffel

Mapa via Google Maps

Eu estava no Jardin des Tuileries e a conseguia ver de pertinho. Poderia jurar de pé junto que estava do lado e na verdade estava até que bem longe!

Da Champs Elysées também ocorre essa ilusão de ótica. Dá para ir andando tranquilamente, porém se prepare para andar por uma boa meia hora. Para quem andou o dia todo, acredite em mim … parece uma maratona inteira.

Outra ponto que preciso ressaltar é que independente de qual seja o horário escolhido para conhecê-la não deixe de visitá-la durante o período oposto. Ela é linda noite e dia!

2015-05-07 00.39.43

Por falar em noite, que vista!

No primeiro dia após jantarmos na Champs Elysées decidimos fazer uma paradinha na torre já que ela e a avenida eram praticamente vizinhas. Grande engano! Mas um engano bom, inesquecível!

Isso já devia ser por volta de uma da manhã e ela permanecia imaculada e toda acesa. Chegamos e não havia mais ninguém com exceção dos ambulantes vendendo chaveiro a um euro. Não caiam nessa! Nas lojas pela cidade você encontra o mesmo chaveiro vendido em pacotinhos com quinze unidades por cinco euros.

image

Depois de recusarmos um pouco eles se afastaram e ficamos só nós, a lua e a torre que a essa altura já perto da uma e meia da manhã brilhava feito árvore de natal dando seus últimos suspiros naquela noite. E que noite!

E que saudade …

Até a próxima,

assinaturablog

 

11 comentários sobre “PARIS e sua Torre Eiffel

  1. Brave New Rome disse:

    Ah, que legal! Adoro brechós e Paris é a terra das “Friperies”. Posso indicar dois ( e infelizmente os únicos que conheci) que é KiloShop (na 69-71 Rue de la Verrerie, 4ème) e o Mam’zelle Swing ( na 35 rue du Roi de Sicile, 4ème) que é especializado em roupas dos anos 30 a 50 e que é uma graça. Espero ter ajudado, bj bj.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Brave New Rome disse:

    Outubro?! Que delícia Angie! Aproveite muito por mim haha o tempo é pouco, porém da para aproveitar bastante também. Se vale como sugestão você pode fazer o passeio de Batobus que te leva a todos os principais pontos da cidade e você pode descer aonde tiver mais vontade!! Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Candy Girl disse:

    Quanta foto linda!! Eu estive em Paris em
    2007, nunca me impressionei tanto com uma cidade na vida como com
    ela. Foi uma maratona de 3 dias, não deu pra conhecer muita coisa, mas a torre era a atração mais desejada. Inesquecível!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s