HARD ROCK HOTEL CANCÚN – Parte 02

O Ministério da Saúde adverte:  Este mar afrodisíaco parece inofensivo, porém, o simples contato pode causar a ativação das glândulas hipófise responsável por lançar em nosso organismo os hormônios da adrenalina e da noradrenalina. Os mesmos que produzem as reações físicas do amor.

Os efeitos colaterais não estão em bula e podem variar. Não se sinta mal por qualquer suspiro involuntário e nem por um aumento dos batimentos cardíacos. Faz parte!

DSC05232

Hard Rock Hotel Cancún é pura festa banhada a rock n’roll e abençoada por águas cristalinas e muito mansas. Logo após o check in você é redirecionado a um lounge para uma breve conversa com o mensageiro. Nada de venda de planos de viagens em troca de garrafas de tequila, esqueça essa enrolação! Você terá uma explicação pequena sobre o hotel e suas áreas o que será extremamente prático uma vez que o espaço é enorme. O mensageiro lhe entregará um roteiro com toda a programação ofertada pelo resort e no início tudo é tão lindo e mágico que você fará planos mirabolantes na cabeça afim de encaixar todas as opções nas 24 horas que compõem o dia. O que resta saber é se você terá realmente pique para aguentar tudo. Confesso que em nossa estadia acabamos pulando muitas atrações.

E por falar nelas é válido ressaltar que a programação nunca é a mesma. Em um dia você é contemplado com um show de rock que tem como cenário principal a praia e no outro uma festa de espuma na piscina. Claro que não poderia faltar as brincadeiras matinais e hidroginástica com direito a muito Araketo e Tchacabum.

A noite também rola uma programação bem animada contando desde apresentações no lobby até shows do Cirque Du Soleil no auditório.

Comida é parte fundamental em um estabelecimento all inclusive, não é mesmo?! A pretensão de comer o dia todo é algo sensacional e mesmo que a gente nem cumpra essa promessa ela sempre é feita em ocasiões assim.

A estrutura gourmet do hotel conta com 7 bares e 6 restaurantes mais o serviço de quarto. 

Os bares estão espalhados pelo hotel, porém, o Diego merece destaque. Ao lado do restaurante Frida ( pegou o romance da coisa?!) o Diego surge colorido e pacato. Lá somente são servidas bebidas e ao entardecer é palco para pequenos shows pirotécnicos. 

Os restaurantes trazem cada qual uma proposta diferente e que te deixará indeciso em toda refeição sobre qual ir, sendo eles: Os italianos Ciao e Pizzeto, o brasileiro mas nem tanto  Ipanema, o internacional The Market, o mexicano Frida e por fim o Zen que é o único que carece de reserva e serve comida japonesa.

Há 3 lojas sendo uma delas ponto de vendas dos produtos da marca Hard Rock. Compre uma caneca por lá.

E como bom resort que se preze há também a venda de passeios! Bom, essa parte é auto explicativa, porém, vamos voltar um pouco para a conversa do mensageiro?! ( reparem que se isso fosse um livro ela seria, no mínimo, o prólogo da estadia).

A Hard Rock Hotels oferece aos seus hóspedes um programa de bônus em que a quantidade de dias a qual você se hospeda dá direito a uma determinada quantia de pontos.É bem enrolado de entender porque na hora em que você vai usar esses pontos você descobre que na verdade não é bem assim. Eu explico: Esse bônus tem a serventia de dinheiro e pode ser usado basicamente como forma de pagamento para passeios e atividades, poréeeeeeeeeeem, existe uma “taxa” em que você tem que pagar 20% do valor do que foi gasto.

Confuso e bem estranho, né?! Mas mesmo assim ainda vale a pena fechar os passeios através desse bônus porque você tem praticamente um desconto de 80% em cima da coisa.

DSC05242.JPG

Sem título  Blvd. Kukulkan Km. 14.5, Zona Hotelera – Cancún, México

Cancún deixou saudades e aquela vontade imensa de voltar o quanto antes. O hotel foi uma experiência ótima e fidelizada mas quero saber: Quem aí já foi para Cancún? Onde ficou hospedado? Recomenda? Me conta tudo nos comentários.

Por: assinaturablog

 

 

 

18 comentários sobre “HARD ROCK HOTEL CANCÚN – Parte 02

  1. Brave New Rome disse:

    hahaha arroz e feijão nhumiiis … sinto muita falta da comida hahah aqui onde eu moro no inverno chega a uns – 18. É pesado, porém, eles estão melhor preparados para suportar as temperaturas baixas e até as altas do que o pessoal no Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s