Desabafo á intolerância

maisamorpf

Até quando vamos viver em meio a uma sociedade que se acha capaz de julgar quem merece viver ou morrer, o que é certo do que é errado ou capaz de discernir o politicamente correto do imoral?!

Até quando viveremos esmagados por uma intolerância cega sob o disfarce dos bons modos?!

E quem não cansou de viver sobre a mira do medo, da impunidade que nos atiça os nervos, do mal inquieto e da quimera soberba?!

É engraçado como nos dias de hoje tudo se é rotulado. Há feios, pobres, gays, frígidos, religiosos, fracassados, negros, branquelos, gordos, ricos, desocupados e incontáveis adjetivos mais. Uma pessoa nunca é boa o suficiente para a sociedade em que vive. Isso é triste! Por que tanto julgamento com quem é diferente de nós?! O que faz as nossas características tão melhores que a dos demais?! Quando foi que esquecemos que na essência somos todos iguais?! Pois é, iguais. Do latim aequalis. Da falta de diferença entre duas coisas. Do semelhante.

Seja branco, latino, idoso, pessoas portadoras de deficiências especiais, transsexuais, bem sucedido, quer independa se sua raça é branca, negra ou asiática, quer independa seu gosto por homens, mulheres ou os dois ou se seu biotipo é mais baixo e mais cheio que uma modelo dessas de passarela por dentro somos compostos dos mesmo 206 ossos quando adultos. Nossas faces e crânios juntos possuem todos os mesmos 30 ossos. As sinapses ocorrem dentro de cada cérebro católico, crente, judeu ou sem credo. Possuímos, todos nós, 33 vértebras seja homem ou mulher. Temos a mesma fisionomia, nossos pés, tornozelos e pernas possuem todos cerca de 52 ossos. O sangue que corre dentro de nossas veias é vermelho seja você uma pessoa com ou sem deficiência.Somos todos provindos da África, fomos todos antecedidos por caçadores coletores quando os primeiros sinais da evolução humana começaram a surgir. O fogo não foi um privilégio de uma raça branca e a invenção da luz e do mundo o qual conhecemos hoje foi uma grande contribuição de todas as raças, credos e condutas. Então por que tanto ódio? tanta ganância? Radicalismo?

É fácil largar a culpa nos nossos antepassados entretanto, é certo continuar usando os mesmo valores de uma época em que a carga de conhecimento era muito menor do que a que temos agora?! O preconceito nada mais é do que o medo do desconhecido. O homem foi até a lua e fez com que ondas eletromagnéticas tivessem serventia no preparo de alimentos porém trava diante de uma situação onde os contextos sociais são colocadas ao extremo. Precisamos pensar fora da caixa, evoluir nosso conhecimento e aprimorar nossas tradições para poder enxergar o mundo contemporâneo do jeito que ele é.

Tradições são boas e importantes para formar o que somos, porém, em uma sociedade onde tudo evolui e muda constantemente não se pode ficar parado em algum lugar do tempo e espaço. É preciso se adaptar e se não for possível, é preciso respeitar.

Eu sinto tanto pelas vítimas de Orlando, da França, da Bélgica assim como sinto muito por todo aqueles que morreram nas mãos de alguém que não soube enxergar que toda diferença é bela e que só porque uma cultura, hábito ou status não se assemelha ao seu não quer dizer que esteja errado. Não quer dizer que mereça punição. 

O mundo está doente e cabe a nós sermos o seu antibiótico, contudo nada de nomes difíceis como um remédio para sinusite. É preciso colocar o Respeito e o Amor acima de qualquer outro valor transformando a dor em afeto. Alocando toda a intolerância e julgamento para dentro do armário e deixando transparecer tudo de bom que há dentro de você.  Afinal, estamos todos aqui em prol de um bem comum, não é mesmo?! Ser feliz.

Já dizia Indira Gandhi: ” O amor nunca faz reclamações, dá sempre. O amor tolera, jamais se irrita e nunca exerce vingança”. Por um mundo mais feliz, colorido e de aceitação. Por um mundo sem violência, desrespeito ou preconceito. Por um mundo onde todos enxerguem que somos exatamente iguais. Por um mundo mais IGUAL e que não meçamos esforços para isso. Por um mundo com mais amor, por favor.

tumblr_static_esqueletos

Até mais,

assinaturablog

Um comentário sobre “Desabafo á intolerância

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s